Escoteiros apoiam iniciativa #PartiuDoarSangue


Com a intenção de conscientizar sobre a importância da doação de sangue e tornar a prática um hábito entre a população brasileira, os Escoteiros do Brasil se uniram ao projeto #PartiuDoarSangue, uma iniciativa criada para otimizar o processo de captação de doações por meio de site e aplicativo.

Disponível para Android e IOS, ambos canais mantêm doadores e pessoas que precisam de doação conectados: o sistema controla os intervalos entre doações, notificando o doador quando ele está apto para fazer uma nova doação. Já para quem precisa de doações, é possível solicitar apoio aos doadores cadastrados, que são informados sempre que são compatíveis. Além das doações de sangue, o sistema também regisrta doações de medula e todas as informações importantes para doadores, como a localização de hemocentros e os requisitos e impedimentos para realizar doações.

 

Segundo a Organização Mundial da Saúde, para se ter um banco de sangue saudável é necessário a doação regular de 3,5% da população e, para atingir a quantidade ideal, o número sobe para 5%. No Brasil, apenas 1,8% da população doa sangue. Com isso, apenas 3,6 milhões de bolsas de sangue são coletadas, em média, por ano.

No País, 3,5 milhões de pessoas realizam transfusões sanguíneas por ano. O sangue doado também é essencial para atendimentos de urgência, cirurgias de grande porte e tratamentos de doenças crônicas e cânceres.

 

Uma única doação pode salvar até quatro vidas e o intervalo mínimo entre uma doação e outra é de no mínimo 2 meses; homens podem chegar a realizar até 04 doações por anos, e as mulheres, até 03.
Outros requisitos devem ser atendidos e estão disponíveis no site do projeto.

Acesse e saiba mais PartiuDoarSangue